22/06/2016 20:23 - Atualizado em 23/06/2016 23:52

O encontro musical de Elza Soares, Sérgio Reis, Jason Mraz e Duffy

Glenn Danzig e KT Tunstall completam a lista de grandes aniversariantes desta quinta-feira

Redação
Hoje é Dia

Hoje é dia!
Por Ladenilson Pereira, professor e historiador

Do particular para o geral, a coluna de hoje vai do Brasil para o mundo. Começamos com dois veteranos que ainda estão aí esbanjando vitalidade e criatividade, para em seguida nos dirigirmos para músicos estrangeiros cujo som faz a alegria de milhões de jovens.

Renovada, Elza Soares 79 anos hoje - Foto: divulgação

Impossível não se render à versatilidade e arrojo da cantora ELZA SOARES, nascida em 23 de JUNHO de 1937. Tendo sido aprovada no programa de calouros de Ary Barroso, na Rádio Nacional, nos idos dos anos 50, começou a cantar na noite carioca, chamando a atenção por sua potência vocal. Desde o início, suas apresentações causavam furor, por ser capaz de entoar sambas, jazz e bossa nova com igual competência. Seu canto com scats ao melhor estilo de Louis Armstrong, uma de suas marcas registradas, está presente desde aquele tempo até nos seus mais recentes trabalhos, tanto na MPB, no blues, no samba rock e no hip hop. O mais gratificante é perceber que este traço de sua arte, possui admiradores em várias partes do planeta, a ponto de lhe valer o título de “Cantora do Milênio”, oferecido pela BBC de Londres no ano 2000. Para quem desejar conferir sugiro uma audição atenta do box “Negra”, com 12 CDS, que reúne seus 27 LPs gravados entre 1958 e 1988. Todos são muito bons, mas meu coração se inclina pelo álbum “Bossa Negra” e pelas faixas "Marambaia" e "Beija-me", em particular. Nos anos mais recentes, ressalto a importância dos CDs “Do cóccix até o pescoço" de 2002 e “A Mulher do Fim do Mundo” de 2015. O primeiro possui um repertório extremamente variado que vai de Chico Buarque e Caetano Veloso até Marcelo Yuka, passando por poemas musicados de José Miguel Wisnik e Oswald de Andrade. O segundo, apresenta músicas inéditas e uma sonoridade bastante contemporânea, com letras abordando temas atuais como o empoderamento feminino e a consciência negra. Como quem é bom, já nasce feito, vale destacar seu primeiro grande sucesso “SE ACASO VOCÊ CHEGASSE”, gravado em 1958, e que desde então, gerou vigorosas releituras de sua parte; dentre as quais, destaco uma realizada ao lado do roqueiro Lobão. Simplesmente imperdível...

Sérgio Reis completa 76 anos - Foto: divulgação

Uma obra atemporal também caracteriza o ator, cantor e compositor SÉRGIO REIS, nascido em 23 de JUNHO de 1940. Tendo iniciado sua carreira em meados dos anos 60, durante a Jovem Guarda (“Coração de Papel”, consta de todas as antologias deste movimento), passou a cantar música sertaneja a partir do começo dos anos 70. Neste segmento, obteve considerável êxito por conta de músicas como “João de Barro”, “O Menino da Porteira”, “Filho Adotivo”, “Adeus, Mariana”, "Pingo d´água" e “Chalana”. Ao talento como músico, somou-se à capacidade de interpretação, conquistando sucesso com personagens violeiros, em estórias de temática rural no cinema e na televisão (não raro participando da trilha sonora) como nos filmes “O Menino da Porteira”, “Mágoa de Boiadeiro” e novelas como “Paraíso”, “Ana Raio e Zé Trovão”, “Rei do Gado”, “Canavial de Paixões” e “Pantanal”. Dentre seus discos mais representativos, destaco "Sérgio Reis e convidados" (ano 2000, reunindo duetos de seus maiores sucessos com artistas sertanejos da atualidade) e "Amizade sincera" (de 2010, ao lado de Renato Teixeira com clássicos do gênero, resgatando a autêntica moda de viola). Deste trabalho, “UM VIOLEIRO TOCA”, parece-me a melhor tradução de sua arte.

Glenn Danzig está com 61 anos - Foto: divulgação

Musicalmente diversos, mas unidos pela data de nascimento, há muitos bons músicos estrangeiros para serem lembrados. O primeiro deles é o instrumentista, cantor e compositor norte-americano GLENN DANZIG, nascido em 23 de JUNHO de 1955. Seu nome é associado às banda “Misfits” e “Danzig”, atuando como vocalista e principal compositor. Suas criações e interpretações, influenciaram grupos como Metallica e Guns N´ Roses. Não menos importantes, seus discos individuais como  “Danzig”, “Lucifuge” e “How the Gods Kill” são excelentes, reunindo sucessos como Last Caress", "Die, Die My Darling", "Attitude", "Possession", "Long Way Back From Hell", "Her Black Wings", "Dirty Black Summer", "Do You Wear the Mark" e "Cantspeak”. “SACRIFACE” é deixar de admirar sua obra…

Com rosto de adolescente, KT Tunstall faz 41 anos - Foto: divulgação

Desenvoltura e talento são sinônimos da instrumentista, cantora e compositora norte-americana KT TUNSTALL, nascida em 23 de JUNHO de 1975. Desde o ano 2000, a musicista esbanja talento e vitalidade musical, impondo seu talento num universo majoritariamente masculino, chamando a atenção em shows, clipes na internet e em discos, por alternar o estilo folk, com um repertório com blues, rock e jazz. Álbuns como “Eye to the Telescope”, “Drastic Fantastic”, “KT Tunstall´s Acoustic Extravaganza” e “Invisible Empire // Crescent Moon”, mostram uma obra bastante consistente e moderna, reunindo criações originais e releituras de canções consagradas. Um belo exemplo é "AIN’T MISBEHAVIN’” imortalizada na voz de Ella Fitzgerald.

Jason Mraz faz 39 anos - Foto: divulgação

Modernidade é pouco para descrever a produção do cantor e compositor norte-americano JASON MRAZ, nascido em 23 de JUNHO de 1977. Figurinha fácil na trilha sonora das telenovelas globais (basta citar "93 Million Miles" em “Salve Jorge”, “Lucky” em “Caras e Bocas” e "I´m Yours" em “A Favorita”), o músico possui como traço característico influências do reggae, pop, rock, folk, jazz, e hip hop em seus álbuns. “Waiting for My Rocket to Come”, “Mr. A-Z”, “We Sing. We Dance. We Steal Things.” e “Love Is a Four Letter Word” são seus trabalhos de maior relevo. De minha parte, saliento "DETAILS IN THE FABRIC” como sua mais feliz realização.

Caçula do dia, A bela Duffy comemora 32 anos - Foto: divulgação

Depois de celebrar a modernidade e atualidade dos veteranos e elogiar bons valores da atualidade, nada melhor do que poder proclamar, como disse Chico Buarque num de seus sucessos, “Evoé, jovem artista!” para a atriz, cantora e compositora galesa, DUFFY, nascida em 23 de JUNHO de 1984. Com sua beleza e carisma, parece destinada a repetir (e talvez suplantar) os feitos de sua conterrânea Bonnie Tyler. Ao menos é o que se vislumbra por conta do êxito de seus álbuns “Rockferry” e “Endlessly”, pelos prêmios conquistados e número de faixas a alcançar lugares de destaque nas paradas, como “Mercy”, “Stepping Stone”, “Rain On Your Parede” e “WARWICK AVENUE”. É aguardar para ver...

Ladenilson Pereira

Ladenilson Pereira

Formado em História e Direito pela USP, Mestre em Educação pela Uninove, Professor Universitário na FALC (Faculdade da Aldeia de Carapicuíba), Professor de História no MED Vestibulares e também leciona na rede pública estadual paulista. Ele colabora com o Guitar Talks desde setembro de 2013. Exerce seu primeiro mandato como vereador de Carapicuíba.

COMENTÁRIOS

PUBLICIDADE

RELACIONADAS

FACEBOOK