30/03/2017 18:15 - Atualizado em 06/04/2017 23:03

Ousadia e alegria!

Às vezes a vida mostra que para desconstruir o impossível é só tirar duas letras

Matheus Krempel
Hey Amigos!
Neymar Jr comerando com suas doses de ousadia e alegria - Foto: divulgação

Hey Amigos!
Por Matheus Krempel

Ultimamente estou com uma pessoa o tempo inteiro no meu pensamento. Uma pessoa que embarcou em uma missão que assusta muita gente e faz o Alien parecer um Teletubbies para a tenente Ripley e onde a fé e a força de vontade falam mais alto que do qualquer outra arma tecnológica.

Tenho certeza de que essa pessoa vai sair dessa missão vitoriosa. Pode ser que seja sofrido, que envolva mais coração do que em qualquer outra situação, mas nessa hora, eu como grande torcedor de futebol, estou acostumado a grandes vitórias e inesquecíveis reviravoltas.

Não sei se foram todos esses anos, cantando "Santos o time da virada/Santos o time do Amor", mas eu sempre acredito na vitória com técnica e disciplina.

Me desculpem, mas eu tenho péssimo hábito de comparar tudo com futebol.

Quando subo no palco para tocar em um show com outras bandas, sempre penso que se trata de um jogo de futebol e depois das apresentações sempre sento com os amigos para fazer a famosa "resenha" da partida.

Uma vez toquei com o Bombers em uma apresentação em São Bernardo do Campo, só com bandas que eu admirava bastante. Tinha o Blind Pigs, US Bombs, Pericles, Shileper High, FISTT, Noção de Nada e o Nitrominds. Ou seja, só tinha banda boa pra caralho.

O jogador Krempel - Foto: Daniel Silva

Naquela época, a minha banda estava fazendo um som em português, recebendo muitas críticas negativas por conta disso, com o moral baixo, mas não nos acovardamos. Alguém sugeriu dar meia volta e ir pra casa. Afinal de contas, tinham tantas bandas no line-up que com certeza ninguém sentiria falta de nós.

Foi nesse momento que chamei a banda de lado e disse que precisávamos entrar em campo e virar o resultado. Meia dúzia de palavras motivacionais dignas de técnico de futebol e lá fomos nós encarar o, até então, nosso maior desafio como time. Ops… banda.

Nunca vi a banda tão confiante. Subimos no palco e fizemos o nosso melhor show até então (muitos dizem que foi o melhor show da nossa história).

Naquele dia não se tratou de som, letra ou prestígio e sim coração no bico da chuteira. Enfiamos na cabeça que iríamos subir no palco para fazer o melhor show das nossas vidas e como se fosse mágica, todos vibraram do mesmo jeito.

No dia seguinte, foi a última vez que conversei com meu pai.

Ele me perguntou como havia sido o show e eu disse que havíamos arregaçado.

Me orgulho de ter contado isso para ele e fico feliz de compartilhar isso com vocês. Sim, nós podemos. Basta acreditar, querer e focar no objetivo. Naquele dia, tínhamos a opção de ir embora ou encarar. Encaramos. Certos de que venceríamos os obstáculos e faríamos um bom show.

Modéstia à parte foi ótimo.

Esses dias, assistindo ao jogo do Barcelona com o Paris Saint Germain, pensei na mesma coisa. O jogo parecia perdido aos 43 do segundo tempo e os caras fizeram os três gols que precisavam para vencer e se classificar.

Nada como um jogo de futebol para reforçar a ideia de que tudo é possível.

Voltando à pessoa que eu tenho em mente, só posso te dizer uma coisa: você é o meu Barcelona! Estou contando com a sua vitória.

O diagnóstico precoce salva a vida de muitas mulheres todos os anos - Foto: reprodução

Como diria o ilustre pilantra Neymar Jr: "Pra cima deles, com ousadia e alegria".

Vamos comemorar essa vitória juntos!!!!!

Esse texto foi originalmente escrito no dia internacional das mulheres, por conta disso, venho reforçar a ideia de que é preciso fazer o exame de toque na mama. Isso é sério.

E não só o exame de toque, pois em alguns casos, esse exame não é o suficiente.

Para mais informações visite: cancer.org.br

Feliz dia Internacional das Mulheres (Atrasado)!

Matheus Krempel

Matheus Krempel

Matheus Krempel toca desde 1995 no The Bombers e também canta no Reverendo Frankenstein. Já escreveu para o fanzine Rebel Magazine e colaborou com matérias para diversos sites como Zona Punk e Blog n´ Roll A tribuna. Há 10 anos atua no mercado da moda de luxo, na área administrativa, inclusive já tendo ministrado palestra na Faculdade Unisanta.

COMENTÁRIOS

PUBLICIDADE

RELACIONADAS

FACEBOOK