09/01/2013 09:22 - Atualizado em 14/01/2013 10:20

Chega ao Brasil livro que revela o fim raivoso dos Beatles

Autor conta detalhes dos desentendimentos que acarretaram na separação do grupo

Marcos Ferreira
Guitar Talks
Os Beatles em 1967 - Foto: Linda McCartney/Courtesy, Bonni Benrubi Gallery, NYC

A banda de maior sucesso no mundo se separou há mais de quatro décadas, mas só agora chega aos leitores um registro que busca entender o que provocou o fim dos Beatles.

A separação do quarteto de Liverpool é retratada em “A Batalha pela Alma dos Beatles”, de autoria de jornalista inglês Peter Doggett, que acaba de ser lançado no Brasil pela editora Nossa Cultura.

O escritor vem coletando material sobre os Beatles desde 1970, quando era apenas um fã da banda. Em entrevista, Doggett diz que quando chegou a hora de escrever o livro, já havia entrevistado muitas pessoas num período de 20 anos.

A obra apresenta aos leitores os pequenos desentendimentos que se tornaram problemas insustentáveis para a banda. Entre as histórias, Doggett conta com detalhes o que aconteceu com a Apple, a sonhada e malsucedida gravadora dos Beatles. As difíceis batalhas judiciais pós-separação também ganham destaque no livro.

Entre as entrevistas mais reveladoras, o autor destaca as de Yoko Ono e de Louise, irmã de George Harrison, que relatou como o guitarrista recebeu a notícia da morte de John Lennon.

As brigas com teor raivoso surpreendem. Discussões agudas pioram após John Lennon começar a levar a mulher Yoko Ono para o estúdio. Segundo o livro, Harrison não suportava Yoko e chegou a deixar o grupo após trocar socos com Lennon, que sugeriu aos companheiros substitui-lo por Eric Clapton.

Em outra passagem, quando John Lennon propôs incluir o pianista Billy Preston na banda, Paul McCartney retrucou: “Já está ruim o suficiente com os quatro; cinco provocariam uma calamidade”.

Insinuações, brigas, socos contrastavam com o lado pacificador de Ringo Star, o baterista - eterno conciliador do grupo - era o que menos se exaltava com os companheiros. 

Doggett ressaltou que a entrevista com Derek Taylor (1932-1997), o assessor de imprensa dos Beatles foi a mais reveladora: “Taylor foi incrivelmente honesto sobre as qualidades e fraquezas dos Beatles como seres humanos e sobre os problemas que tiveram com a Apple”.

“A Batalha pela Alma dos Beatles”
Autor: Peter Doggett
Tradução: Ivan Justen Santana
512 págs.

COMENTÁRIOS

PUBLICIDADE

RELACIONADAS

FACEBOOK