Young Baby Mixtape


Artista: Diomedes Chinaski, Luiz Lins, Matheus MT e Mazili
Álbum: Young Baby Mixtape
Gravadora: PE Squad
Categoria: Rap / Hip-Hop / Trap / R&B
16/01/2018 14:47 - Atualizado em 18/01/2018 23:04

Com muito lean, "Young Baby Mixtape" reforça a potência do rap pernambucano

Resenha gonzo com muitas brisas e divagações acerca do EP colaborativo de Diomedes Chinaski, Luiz Lins, Matheus MT e Mazili; lançamento da PE Squad vem com linguagem do trap e já desponta com um dos principais lançamentos do ano

Felipe Madureira
Guitar Talks

Podia fazer algo igual, uma coisa meia-boca, usual, “informativa-cheio-de-rosca”, só que deu vontade de subverter a porra do lead, foda-se, isso é uma resenha gonzo compassa - brisas + faixa-a-faixa de uma mixtape vindo do lado nordeste do mapa. O fato é que tiro, agora, um minuto da sua atenção do Tinder, Insta, no YT do Maska (espero que não, disgraça) ou qualquer merda aí pra falar de conexões. 

É engraçado que quando eu estava falando com o Emerson 1000 Glórias num grupo de WhatsApp – “Nordeste Mundo” -, ele me disse que o Lucas Lucco, um dos maiores nomes da música sertaneja nacional, ouve Diomedes Chinaski (ao lado do baiano Baco Exu do Blues, esse pernambucano de 26 anos transgrediu o eixo do rap nacional ao lançar o terremoto “Sulicídio” em 2016, se tú não sabe do que eu estou falando dá um Google, zé preguiça).

Uma pausa pra falar sobre jornalismo gonzo de novo, pra quem não sabe Chinaski é uma referência a Henry Chinaski -  protagonista de cinco livros do lendário escritor porra-louca Charles Bukowski. Olha as conexões na bagaça, parça.

O boombap agressivo dos dois nordestinos abalou as estruturas e mexeu com os brios de muita gente, e foi uma voadora no peito de diversos grupos da cena do lado baixo do Brasil, como o Costa Gold (uns moleques do mesmo bairro que eu - Vila Pompeia -, mas, ao mesmo tempo, bem distantes de mim – sou da disgraça gang caraio). 

É louco saber que tem gente importante da música de Recife que não sabia da existência de Diomedes mesmo “pós-Sulicídio”. Alguns otários, ou até mesmo meu truta Tagore Suassuna, por exemplo, um dos caras mais fodas da música lisérgica nacional atual, não faziam ideia do que estava rolando na cena local.

Luiz Lins, Diomedes Chinaski e Mazili - Foto: divulgação

Eu falei que tinha divagação nessa espelunca, jow. Voltando às conexões lembrei de quando o Chico Science, conterrâneo de Diomedes, morreu, em 1996, e eu escrevi uma carta para um suplemento da Folha de S. Paulo chamado Folhateen – que foi publicada na íntegra. Chegava às bancas nas segundas-feiras e eu era ávido leitor. Diomedes tinha apenas dois anos quando Chico se foi. Ele tem a mesma idade da minha prima Lia – paraibana filha de uma das maiores lendas daquele estado – o velho Alex Madureira.

Antes de fechar minhas memórias chapadas, volto para 2010, quando toquei com Zeca Viana, um mano do lo-fi do bairro de Estância, também em “hellcife”. Ele, que era muito ligado ao Paulo Barnabé, irmão de Arrigo Barnabé, perdeu uma chance na babilônia SP, só lamentos, “talento perdido”.

Hoje minha conexão mais forte com Pernambuco e Chinaski é com dois jovens talentosos: Gabriel Guimarães, da banda Desconforme (que já gravou uma música com o rapper), e Thiago Honorato, da Orquestra Imaginária. Sem eles eu poderia nunca ter ouvido falar do rap que estava tomando conta de Recife. E isso tudo alguns anos antes de “Sulicídio” e de todo o hype que veio à tona na sequência.

“Young Baby Mixtape”: 

Agora vamos ao que interessa – “Medo e delírio in Helldejaneiro”.  “Young Baby Mixtape” é um EP colaborativo feito pela PE Squad (selo/banca pernambucana) em cerca de 6 dias de insanidades no RJ - segundo uma matéria que li por aí. Participaram além do já mencionado Diomedes, o hit maker do sertão PE Luiz Lins e Matheus MT (esse eu não conhecia, tem sangue nordestino, mas cresceu em Cabo Frio e faz parte da produtora 1 Kilo), além do beatmaker Mazili. A capa oficial da tape foi feita por Carpe e Rostand Costa.

A primeira música dá o tom do material. “Bruce Lean” é uma referência a um drinkin famozin entre os trapeiros dos USA, PE Squad no trap! Se pá eu falaria como o DK – pros escamas não ingerirem essas “merdas de purple drink” – mas só posso falar que Diomedes Conseguiu levar na track uma melodia com identidade fugindo de sua zona de conforto.

Mazili conseguiu encaixar um tune macio e ao mesmo tempo agressivo na voz marcante de Chinaski, que na sequência canta lindamente ao lado de Lins no refrão. Matheus MT dá uma quebra com uma voz mais sóbria, mas firme, com o refrão sendo repetido no final.

“Compassas in Copacabana” foi a primeira faixa divulgada, como single no começo de janeiro. Com certeza a faixa de mais peso e que traduz a gana por fazer virar, grana e tudo mais.

Diomedes Chinaski - Foto: divulgação

É uma ode aos “compassas” do Nordeste, estes que - “já estão lá”, morô - mas ainda não estão montados na grana: “imagina um milhão na conta de Don L/Imagina um milhão na conta de Vandal”. Isso me lembra física quântica, me lembra a participação de Diomedes na “Insomnia2”, de Rodrigo Ogi (música que conta também com as vozes de Coruja BC1, Marcela Maita e Emicida e foi produzido via parceria entre o próprio Ogi e Nave). 

Naquela oportunidade o rapper pernambucano teve a chance de ter os “ídolos na mesma track” e cantou: "preciso fazer grana tipo Migos/ Senão é sem futuro pra mim e pros meus amigos". A linha em si compactua com a ideia dos milhões aos compassas.

Os caras ainda misturam linguagem universal – Versace/Dolce e Gabbana/ Rihanna – com regional como a utilização da gíria “escama”. A track é inspirada no hit "Niggas In Paris", de Jay-Z e Kanye West, segundo a mesma matéria que li por aí.  

Véi. Essa porra tá ficando enorme, mas como avisei antes, é uma resenha pique jornalismo gonzo, não curtiu volta pro YT do Fabril. “Young Baby Fly como o nome pode sugerir é uma track bastante etérea e reflexiva – como a vida é uma mescla de sonhos com realidade nua e crua. A faixa dá um respiro no EP, mais um gole de lean.

“Sexo e Grana” volta a ter uma pegada mais trap, com alguns dos temas mais falados no gênero. “Kamasutra” parece ter sido mais influenciada por LSD do que Codeína. Lisérgica até o osso, é a canção na qual Luiz mostra o poder de sua voz naipe R&B na melhor forma. É feita sob medida para ser tocada pra qualquer leoa tipo Rihanna. Diomedes fecha com o tune macio as always. 

Matheus MT - Foto: divulgação

“Destino” não é a das que mais me agradam, musicalmente falando, mas é legal sacar linhas de “Chinaskito” como: “prefiro dividir opiniões do que ser o MC que não opina sobre nada”. Rap é música, mas acima de tudo é cultura, questionamento, dedo na ferida. Diomedes desde o começo saca que o que acontece nas ruas não pode ser ignorado – até por viver em uma das cidades mais hardcore do país, onde ele vê irmãos caindo dia após dia.

E a track que fecha fala exatamente sobre isso. “Morrem 100, Nascem 1000” é um remix de "Dead Presidents", do Jay-Z. O bagulho arrepiou o nego aqui, se loko. A música destoa das faixas iniciais “trap/festa” e encerra o EP com um boombap “esperançoso-trágico”. 

“Young Baby Mixtape” reforça a potência do rap vindo de Pernambuco e do Nordeste em geral, que está sendo gerido há tempos e que era jogado para escanteio pela “elite intelectual” do sul. Ela é cruamente verdadeira, com o olho no que vem de fora, mas sem ignorar os sentimentos internos que afloram. 

Diomedes Chinaski, Luiz Lins, Matheus MT e Mazili sintetizam o que pensam diversos compassas do Brasil afora - é tudo uma farsa, os relacionamentos, a sociedade em geral, vamos questionar, mas não vamos deixar de viver e se estamos aqui vamos faturar e chegar até o topo – independente dos críticos e julgadores-haters de plantão estamos de olhos aberto. É libertador, é escama, “Young Baby, SKRLL”.

Devaneios à parte, a mistura de codeína, sexo, ca$shhh, fogo e caos instiga e nos fustiga a cada beat. É pessoal, universal, é retrato, é filme, é game, é realidade, é mais do que que isso. Como Lívia Cruz, conterrânea dos manos, diz: “não é papo de rap, é papo de vida”. 

Ouça a “Young Baby Mixtape” AGORA através deste LINK.

COMENTÁRIOS

PUBLICIDADE

ÚLTIMOS LANÇAMENTOS

FACEBOOK