Wagner Felipe


Artista: Wagner Felipe
Álbum: "Amor Pra Todos"
Gravadora: Produtora A
Categoria: Groove / brasilidades / autoral
09/01/2017 10:50 - Atualizado em 17/05/2017 19:32

Wagner Felipe busca essências pessoais em "Amor Pra Todos"

Debut album do músico paulistano traz enxurrada de sentimentos

Marcos Ferreira
Guitar Talks
Wagner Felipe - Foto:divulgação

Com uma vida inteira dedicada à música, o paulistano do Grajaú Wagner Felipe já passou por muita coisa no âmbito profissional e pessoal. Alegrias, dores e perdas sempre foram bem metamorfoseadas em poemas musicados. 

Fugindo de rótulos, o músico apresenta esse emaranhado de sentimentos em seu disco de estreia. “Amor Pra Todos” é um bom título para um trabalho que não enxerga barreiras de sentimentos, com uma musicalidade que remete a essência de tudo.

Nessa empreitada solo, o músico não está sozinho como parece. Os instrumentistas Luiz Roma, Mauricio Dias, João Cruz e Rubens Candido formam a Banda A, cozinha sonora que encorpa todas as músicas.

Leve e otimista em suas 14 faixas, Wagner procurou esses elementos para compor um álbum tão importante para ele. “É o que mais se aproxima da criança que existe dentro de mim”, explica.

A voz poderosa do artista entoa o tema do disco na primeira faixa “Cantando Amor Pra Todos”, um dueto com Lauro Pirata, num gostoso passeio por bairros de São Paulo. O desapego das coisas vem em “Uma Grande Festa”, que explica o que sabemos e esquecemos; o que importa é o amor.

Wagner Felipe e Banda A - Foto: Sérgio Marreiro

Destaque para o soul grooveado da faixa “Sem Sentido” e o arranjo suave e os arpejos de “Barbara e o Sol”. O legal da música de Wagner Felipe é o clima de cada canção, assim como “Momento Praiano” nos leva para encontrar o mar da letra à melodia.

“Corrente do Bem”, com seu clima indiano de cítaras e misticismo, e a guitarra dolorida de “Orvalho da Manhã” são boas reflexões sobre a vida e a simplicidade que tudo deveria ter. “Realizar” é outra que viaja sobre as indagações da vida, sonhos e dores.

A atmosfera de “Poeta”, que traz a face de um autor de sonhos que imagina a vida, com violinos e suavidade, é quebrada pela dançante “Matemática dos Amantes”. “Guerreiro da Fronteira” é quase um canto gregoriano que termina em um bom rock. Outro pop rock é “Valorizar a Vida”, novamente atenta aos pequenos e importantes detalhes do dia a dia.

“Tempestade”, a penúltima do álbum, soa diferente de todo o resto, com um piano marcante. Uma música de amor e lamentos, talvez o que faltava para completar o disco. Por fim, “Coração Bom” traz a delicadeza com tons flamencos e mais rock para uma letra carregada de mensagem para uma conspiração do bem.

Um bom disco para se desafogar das coisas pesadas e mergulhar no amor... que é pra todos.

Ouça o disco no Spotify:

Caso não consiga ouvir as músicas completas, cadastre-se gratuitamente no Spotify e baixe seu aplicativo.

Confira o clipe de "Cantando Amor Pra Todos":

COMENTÁRIOS

PUBLICIDADE

ÚLTIMOS LANÇAMENTOS

FACEBOOK