02/10/2017 17:54 - Atualizado em 06/10/2017 13:15

Após sofrer uma parada cardíaca, morre o músico americano Tom Petty

Artista de 66 anos foi encontrado desacordado em sua casa nos EUA

Marcos Ferreira
Guitar Talks
Tom Petty - Foto: Sam Jones

A notícia da morte de Tom Petty, um dos nomes mais influentes da música norte-americana, nesta segunda-feira, 2, deixou todos estarrecidos. O artista de 66 anos teria sido encontrado inconsciente e sem respirar em sua casa em Malibu, nos EUA, no domingo, 1, de acordo com o site de notícias TMZ.

Os primeiros relatos davam conta de que Petty tinha sofrido uma parada cardíaca e estava internado sem atividade cerebral. Os sinais vitais foram recuperados pela equipa médica que o levou para o hospital UCLA Medical Center de Santa Monica, mas o músico não resistira. 

Porém logo depois das declarações de confirmação de sua morte por parte da polícia de Los Angeles, o departamento desmentiu o fato e se retratou com um pedido de desculpas. De acordo com o site TMZ, Tom Petty estava lutando pela vida e em estado crítico. O texto da matéria diz que “ele não deve sair dessa com vida hoje”, mas sem um posicionamento oficial de seu falecimento.

Pouco depois a confirmação da morte do artista veio por meio de seu representante. Ele confirmou que o falecimento do músico aconteceu rodeado de amigos, familiares e companheiros da sua famosa banda The Heartbreakers por volta das 20h40 no horário local (0h40 desta terça-feira (3), no horário de Brasília).

Com uma das carreiras mais bem sucedidas do rock norte-americano, ele tinha no set faixas como "American Girl", "Free fallin´" e "Mary Jane´s last dance". A maior parte de seus álbuns foi gravada com a banda The Heartbreakers.

No final dos anos 80, Tom Petty fez parte do supergrupo Traveling Wilburys, com Roy Orbison (que morreu após a gravação do primeiro álbum em 1988), Bob Dylan, George Harrison e Jeff Lyne. O conjunto lançou dois álbuns, incluindo o sucesso "Handle with Care".

COMENTÁRIOS

PUBLICIDADE

RELACIONADAS

FACEBOOK