10/08/2017 10:54 - Atualizado em 22/08/2017 10:05

Coletivo Rua evoca a união de forças e ritmos em homônimo disco de estreia

Projeto tem em sua formação experientes nomes da música independente de São Paulo e conta com participações como Lurdez da Luz, Sombra (SNJ) e China

Felipe Madureira
Guitar Talks
Coletivo Rua - Foto: Matheus Matta

A revelação dos meandros da urbe é o que motivou o som do projeto / banda Coletivo Rua. A trupe é formada por experientes nomes da música independente de São Paulo. Quem faz a parada acontecer são Galego (voz), Marcelo Sanches (guitarra), Davi Indio (baixo) e Bianca Predieri (bateria).

O quarteto acaba de lançar um disco homônimo que traça influências variadas, indo do rock e do rap, passando por música popular brasileira, samba e jazz. O material conta com participações como de Lurdez da Luz, Sombra (SNJ) e China. 

O debut foi produzido pela própria banda no Estúdio Elefante, em São Paulo (SP), com mix e master de Buguinha Dub, no Estúdio Mundo Novo, em Olinda (PE). O Coletivo Rua é um grito de alerta, um recado urgente, uma chamada pela união. 

“O álbum é um olhar para o Brasil de hoje em dia, de como a vida para uma boa maioria de brasileiros está ruim e esquisita. É sobre união, porque no fundo estamos todos na luta. A gente defende também a importância da arte, de como ela é uma janela para cultura e educação, uma ferramenta para a construção de um bem comum”, declara Galego.

Ouça o som:

COMENTÁRIOS

PUBLICIDADE

RELACIONADAS

FACEBOOK