06/06/2017 13:42 - Atualizado em 08/06/2017 13:02

Conexão Sergipe-Bélgica traz energia e pluralismo com projeto Anavantou

Banda celebra aproximação de culturas diferentes e lança o álbum “Brincantes”

Felipe Madureira
Guitar Talks
Anavantou - Foto: divulgação

A música tem o poder de fazer um “mapeamento neural”, mostrando culturas, lifestyles, amores e dores. Um oceano separa os integrantes da banda Anavantou. Isso, no entanto, não impediu das notas e batidas florescerem a partir dessa conexão.

O grupo é formado por músicos sergipanos e cinco belgas, integrantes da banda Turdus Philomelos. Eles se uniram para fazer o que mais gostam, resultando no “Brincantes” - um álbum efervescentemente plural, rítmico e energizante.  

As faixas, carregadas de referências sonoras, passam por uma diversidade de ritmos, cantos, melodias e timbres característicos do nordeste do Brasil e da Europa. Todas elas foram gravadas praticamente ao vivo no estúdio, com poucos overdubs e nove músicos interagindo e criando em tempo real, com línguas diferentes. 

"Brincantes" foi gravado na Antuérpia, no Porino Studio, do produtor musical Roel Poriau, em um processo de imersão de 15 dias. “A produção musical é assinada pelo Anavantou, com co-produção dos belgas David Bovée e Damien Chemin. Bovée é líder da banda belga Think of One e atual guitarrista da cantora Céu.

"Após as gravações, viemos ao Brasil fazer acréscimos de mais percussões, coros e as participações especiais”, conta Dudu prudente, baterista e percussionista da banda. Além dele, a trupe brazuca é formada por Pedrinho Mendonça (percussão), Júlio Rêgo (harmônica) e Nino Karvan (voz).

Ouça “Brincantes”:

COMENTÁRIOS

PUBLICIDADE

RELACIONADAS

FACEBOOK