10/08/2017 11:18 - Atualizado em 10/08/2017 11:18

FITA desmembra referências do cinema e revela sonoridade oitentista renovada

"Sticky the Crazy" é o primeiro EP do projeto tocado pelo músico André Luiz Souza

Felipe Madureira
Guitar Talks
FITA - Foto: Daniel Athayde

Conhecido pelo trabalho que desempenhou no grupo Ronca, e atualmente em atividade na banda Loyal Gun, André Luiz Souza se embrenhou em outra aventura musical. Trata-se do projeto denominado FITA - que traz um som calcado no eletrônico, com um pé forte nos anos 80.

Bandas como New Order e Human League são grandes referências, além de coisas mais atuais como Daft Punk, M83, Chromatics, Death From Above 1979 e Justice. Outra parada que influenciou o músico foi o cinema. As trilhas sonoras de filmes como “Tron”, “Drive”, “BladeRunner” e da série “Stranger Things” também aparecem como grande inspiração para o FITA. 

“Eu estava tentando seguir uma linha de som tipo New Order no começo. Mas, eu não quero ficar preso só nesse rótulo. Vou fazer músicas alegres, dançantes e outras rock´n´roll. O que me guia é o que eu tenho vontade de tocar. Nostalgia faz parte da minha vida. Eu gosto de coisas antigas: videogames, carros, roupa de brechó, fotos antigas de família, vitrola, filmes dos anos 80. Quis colocar um pouco desse sentimento na estética do projeto”, conta André. 

André é uma "banda de um homem só": produz, toca, arranja e cria as canções. O primeiro EP, "Stick the Crazy", tem quatro músicas e uma faixa bônus com o remix para “Take me to the ride tonight”, que contém a única parceria do disco, com Adriana Marroni. A outra voz feminina no disquinho é de Cíntia Murphy (In Venus). 

Ouça o FITA:

COMENTÁRIOS

PUBLICIDADE

RELACIONADAS

FACEBOOK