16/04/2018 03:59 - Atualizado em 17/04/2018 01:00

Karen Santana e seu "Poderes de Evora"; trap das bruxas e surra de boombap

Também conhecida como MC Penumbra, rapper do grupo As Lavadeiras estreia carreira solo

Felipe Madureira
Guitar Talks
Karen Santana - Foto: Larissa Rocha Kamuky

Com seu trap das bruxas aliado a uma surra de boombap jazzístico, Karen Santana acaba de lançar seu primeiro álbum solo, intitulado "Poderes de Évora". Representante da cena hip-hop de Mogi das Cruzes, ela, que também é conhecida pela alcunha de MC Penumbra, dialoga com o ideal empoderador que sustenta o rap feminino atual, ao mesmo tempo que transmutasse espiritualmente, com ideias que se distanciam da banalidade do dia a dia da raça humana.

O disco, que contem 10 faixas, tem no título o nome de uma feiticeira que viveu na Idade Média e que foi caçada e temida pela igreja por sua autoafirmação como mulher empoderada e por ser uma das únicas mulheres a saber ler e escrever na época. A bruxa não tinha nenhum compromisso com os padrões da época e teve de encontrar na magia o seu escudo para não morrer na fogueira.

"Évora é o arquétipo que representa esse novo despertar não só espiritual como ideológico. Falta-se muita informação de empoderamento, principalmente nas quebradas. Entretanto, hoje já é possível ouvir e ver as Évoras retornando ao seu posto novamente, muitas vezes sem essa informação, de maneira intuitiva", reflete Karen.

Karen Santana - Foto: Larissa Rocha Kamuky

A sonoridade do debut é um mix de surra de boombap, com lances jazzísticos, psicodelia, pitadas de nordeste e flertes com o trap. "Poderes de Évora" é um disco “colado-descolado” com o que rola na cena rap e revela uma artista que tem o dom de juntar a agressividade do rap, com brisas poéticas e lirismo vocal.

O álbum foi gravado, mixado e masterizado no Studio 1204, em parceria com Andrés Camargo que assina algumas produções e co-produções do disco. Além dele, há produções de Raul Ronde (Jacareí), Nandes Castro, RobHood e Gilponês. Participações especiais do MC Rodrigo Goes (em “A Viagem”) e da MC alemã Alice Dee (em “I Tech”).

Bio:

Karen tem 24 anos, é cantora e compositora, além de ser uma das integrantes do grupo de rap As Lavadeiras. Ao lado de Sarah Key, MC e percussionista também de Mogi das Cruzes, o grupo faz uma marcante junção de rap com influências da cultura popular. 

Ouça "Poderes de Évora":

COMENTÁRIOS

PUBLICIDADE

RELACIONADAS

FACEBOOK